segunda-feira, 21 de maio de 2018

Power Quiz - O desafio da eficiência energética

O Power Quiz é um jogo gratuito, para alunos do 5º ao 12º anos. Os alunos podem jogar de forma autónoma, aprendendo mais sobre as temáticas da eficiência energética e alterações climáticas, mesmo quando estão fora da sala de aula.

O projeto está a decorrer até ao fim de maio, pelo que ainda vais a tempo de aderir.

O jogo pode ser jogado no computador ou em plataformas móveis:



sexta-feira, 11 de maio de 2018

António Fontinha na Biblioteca


O contador António Fontinha dinamizou, na passada terça-feira, dia 8 de maio, na ESPAM, três sessões de narração oral, dirigidas a alunos dos vários anos de escolaridade. Captou a atenção  e o interesse de alunos e professores, através da narração muito especial de vários contos tradicionais portugueses como "O Inferno", "Missa cantada ", "O colhereiro", "Os filhos do lavrador" e " O cabreiro e a morte".



segunda-feira, 23 de abril de 2018

Concurso Concelhio de Leitura "Ler com Prazer"

Haverá melhor maneira de celebrar o Dia Mundial do Livro do que a ler e a ouvir ler?

Foi isso mesmo que aconteceu hoje na Biblioteca Municipal Manuel da Fonseca, em Santiago do Cacém, onde decorreu a Final da 6.ª edição do Concurso Concelhio de Leitura "Ler com Prazer". Os alunos, do 3.º ao 12.º Ano, que representaram os quatro Agrupamentos de Escolas do concelho de Santiago do Cacém provaram que ler é mesmo um prazer. Esta final concelhia não só foi muito disputada, como ficou demonstrado que temos nas nossas escolas excelentes leitores e isso é o mais importante.

A representar o Agrupamento de Escolas de Santo André estiveram os seguintes alunos:

- Patrícia Afonso (3.ºA da EB N.º3)
- André Assunção (4.ºB da EB N.º4)
- João Roque (5.ºA - EB N.º1)
- Joana Lourenço (6.ºB - EB N.º1)
- Iara Azevedo (7.ºC - ESPAM)
- Mafalda Abreu (8.ºD - ESPAM)
- Marisa Nóbrega (11.ºA+D - ESPAM)

Todos os nossos alunos tiveram um excelente desempenho, tendo os alunos João Roque, Iara Azevedo e Marisa Nóbrega obtido o 1.º lugar no respetivo escalão.
Parabéns a todos os nossos alunos, aos seus professores e também aos pais e encarregados de educação, cujo papel na formação destes jovens leitores é importantíssimo. E para o ano contamos novamente convosco!


Patrícia - 3.º Ano

André - 4.º Ano

João - 5.º Ano

Joana - 6.º Ano

Iara - 7.º Ano

Mafalda - 8.º Ano

Marisa - Ensino Secundário

Os vencedores com o Sr. Vereador Jaime Cáceres



Hoje é Dia Mundial do Livro

Por isso, lê um livro hoje. Em casa, na escola, no silêncio do teu quarto ou em voz alta para alguém da tua família... lê um livro! 😊😊


sexta-feira, 20 de abril de 2018

Visita de estudo - chegada a Alcácer do Sal



Descrição da paisagem de Alcácer do Sal

Cheguei a Alcácer do Sal e a entrada era muito bonita.
O rio era tranquilo como uma preguiça.
O céu estava nublado e as nuvens cinzentas, algodão doce espalhado pelo céu!
A ponte era verde como uma folha de eucalipto.
Esta paisagem deu-me tranquilidade.
Gostei!

                                                   Santo André, 11 de abril de 2018
João Fragoso
Turma 5.ºC




Nota: este texto contém algumas impressões da viagem a Alcácer do Sal, no dia da visita de estudo de HGP à cripta arqueológica.

terça-feira, 20 de março de 2018

Pedro Alecrim - O regresso a casa 3

Na sequência das outras publicações, eis o último texto sobre o Pedro Alecrim e o seu pai. Desta vez, o texto é da autoria da Mafalda Sampaio.

Acenei com a cabeça.
Logo ouvi a mãe do Martinho a apitar. Tínhamos combinado que ela nos vinha buscar.
Despedi-me do meu pai com um simples “adeus”, fiquei com um aperto no coração, mas não liguei.
Fui para o carro e reparei na diferença dos cheiros: no hospital cheirava a desinfetante para as mãos misturada com um detergente esquisito; no carro havia um aroma a ambientador de morango, um pouco enjoativo.
Mal cheguei a casa fui para a cama, sem jantar, ainda cedo.
Acordei de madrugada com a minha mãe ao telefone, muito inquieta. Apercebi-me logo do que se tratava.
Dez minutos depois, já estávamos todos de pé, chegou a carrinha do hospital com ele lá dentro. O meu pai não me cumprimentou e sentou-se à porta de casa. Não sei como, mas resisti à tentação de lhe dar um grande abraço.
A mãe trouxe-lhe amoras.
– Vai buscá-lo, não percamos tempo. – disse-me o pai.
Não soube logo do que ele estava a falar, mas depois apercebi-me.
– Está aqui, mas as cordas estão estragadas… desculpe.
– Não faz mal, o Tio Trindade põe o teu cavaquinho como novo!
– Meu? – indignei-me.
– Sim, tu mereces – disse o meu pai com um brilhinho especial nos olhos.

Mafalda Sampaio, 6.ºC

quarta-feira, 14 de março de 2018

Pedro Alecrim - O regresso a casa 2

"No texto do Grupo II, lemos uma conversa entre o filho e o pai, internado no hospital. No fim, fica uma promessa do pai.
Relembrando o que leste neste livro [Pedro Alecrim], sabes qual foi o desfecho. Mas imagina que o pai do Pedro recuperava e regressava a casa para cumprir a promessa."


Passadas duas semanas, a mãe do Pedro recebe um telefonema da enfermeira. O pai do Pedro podia regressar a casa. Todos contentes, foram buscá-lo e voltaram para casa.
 Que saudades vossas! – disse o pai do Pedro.
Já era noite e foram dormir. Logo cedo, por volta das sete da manhã, a mãe do Pedro, a Rosália e o Jacinto foram ao supermercado. O pai do Pedro acordou.
 Filho, acorda, tenho uma surpresa!
– Ohh pai, estou comm tantoo sonoo – disse o Pedro a bocejar.
– Deixa lá esse sono, vou ensinar-te a tocar cavaquinho!
Pedro lá acordou muito entusiasmado e foi com o seu pai até à sala e tocaram. Passaram-se poucos meses e o Pedro já sabia tocar cavaquinho muito bem.
Pedro recebeu um convite para ir a Paris tocar cavaquinho, junto de outros famosos e aceitou o convite. Assim,  com tanto sucesso, Pedro já era famoso e muito feliz.

Mariana Luís
6.ºC